Reflexão do dízimo - Finalidade do dízimo e das ofertas

Em que a Igreja aplica o que recebe do dízimo e das ofertas?
Para melhor compreensão do destino do dízimo e das ofertas, é necessário lembrar que A IGREJA É COMUNIDADE DE FÉ, CULTO E CARIDADE. Segundo o ensinamento de São Paulo, a fé vem da pregação. Para ajudar as pessoas a dar a resposta da fé e para manter viva esta resposta nas pessoas que entraram na comunidade, a Igreja precisa anunciar o Evangelho. O anúncio do Evangelho às pessoas que não despertaram para a fé em Cristo é a ação missionária. A animação da fé das pessoas que já deram seu sim a Cristo e integram a comunidade é a ação pastoral. Para realizar sua ação missionária e pastoral, a Igreja precisa de recursos. Recursos para formar evangelizadores e para material de evangelização. Esta é a primeira e mais importante finalidade do dízimo. É sua dimensão missionária. Por essa razão também as paróquias contribuem com a diocese e o Seminário em suas necessidades.

Como comunidade de culto, a Igreja celebra o louvor de Deus. Precisa de lugar para a comunidade celebrar e de diversos meios para realizar a celebração. É a dimensão religiosa do dízimo.
Como comunidade de caridade, a Igreja deve realizar a promoção humana. A promoção humana vai além do dar coisas; procura conhecer as causas da pobreza e desenvolver ações para eliminá-las. É a dimensão social do dízimo.
Para evangelizar, para celebrar o culto agradável a Deus, para promover a caridade, a Igreja precisa de infra-estrutura mínima: templo, casa paroquial, com residência dos padres e secretaria, funcionários, salão com salas para catequese e reuniões diversas, formação de pessoas, condução, aparelhos de som, aparelhos de informática, livros, folhetos... Toda família sabe quanto custa manter sua casa e garantir seu sustento. Pode compreender bem quanto custa manter os bens da comunidade e sustentar suas atividades.
O dízimo voluntário, generoso e consciente é a colaboração mais justa de cada família com a Igreja para ela continuar sua missão.

PARA REFLETIR:
“Faze todas as tuas oferendas com um rosto alegre, consagra os dízimos com alegria. Dá ao Altíssimo conforme te foi dado por ele, dá de bom coração de acordo com o que tuas mãos ganharam, pois o Senhor retribui a dádiva, e recompensar-te-á tudo sete vezes mais.” (Eclesiástico 35, 11-13)